Por aclamação! Assim ficou decidido o rompimento do PMDB com o Governo.

Por aclamação! Assim ficou decidido o rompimento do PMDB com o Governo.

29 de março de 2016 0 Por Ricardo Januário

Em reunião nesta tarde o PMDB, partido do vice-presidente Michel Temer se reuniu para definir sobre o rompimento do partido com o Governo.

Após votação unânime da monção, o PMDB decidiu pelo rompimento com o Governo. Aos gritos e aplausos os deputados comemoraram o desligamento. Após o resultado da votação, em reunião que durou poucos minutos, os presentes gritavam “Fora PT”.

De vice decorativo a próximo na linha de sucessão! O vice-presidente Michel Temer, e os Ministros contrários ao rompimento não compareceram à reunião. O vice-presidente sentiu o peso do simbolismo de sua presença em um ato de rompimento com o Governo do qual ele é primeiro na linha de sucessão.

O presidente da câmara, Eduardo Cunha, investigado pelo STF mostrou-se bastante satisfeito com a decisão e durante toda a reunião esboçava um sorriso de alegria. Ontem, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB) já havia entregue seu cargo à disposição da presidente Dilma, sinalizando o rompimento do partido com o Governo.

Em reunião de menos de 5 minutos, o rompimento foi decidido com celebração dos presentes.

Em reunião de menos de 5 minutos, o rompimento foi decidido com celebração dos presentes.

Com o rompimento, Michel Temer parece apostar no tudo ou nada pelo impedimento da presidente Dilma, onde, ela sendo afastada, ele assumiria a presidência do Brasil. Com o rompimento do PMDB há a possibilidade de debandada de outros partidos também. Agora a estratégia do Governo Dilma é atuar com o chamado “varejo” dos Ministérios, tentando agrupar os partidos menores a fim de defender votos na câmara contra o pedido de impeachment.

As cartas estão postas, e continuaremos acompanhando os desdobramentos do que está acontecendo em nosso país.