Por 15 votos a 5, Comissão do Impeachment aprova relatório pela abertura do processo

Por 15 votos a 5, Comissão do Impeachment aprova relatório pela abertura do processo

6 de maio de 2016 0 Por Ricardo Januário

Relatório defende abertura de investigações contra presidente Dilma é aprovado e será encaminhado para votação em plenário no Debate.

Com a aprovação do relatório de Antônio Anastasia (PSDB-MG), em uma sessão rápida, porém tumultuada, plenário deve votar na quarta-feira (11) se inicia ou não investigações contra a presidente Dilma.

Dos 21 Senadores, o único que não votou foi o Presidente da Comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), o sistema só liberaria seu voto em caso de empate.

Dos 21 Senadores, o único que não votou foi o Presidente da Comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB), o sistema só liberaria seu voto em caso de empate.

O relatório será publicado na próxima segunda-feira no Diário Oficial do Senado, quando passará a contar as 48 horas para votação em plenário. Nesta votação, 2/3 dos Senadores devem votar pelo sim, para que haja a abertura do processo investigativo contra a presidente, caso isso ocorra, o Presidente do Supermo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski conduzirá os trabalhos no Senado por um período de até 180 dias, durante este tempo a presidente Dilma será afastada provisoriamente do cargo e quem assume é o vice-presidente Michel Temer.

Ao fim das investigações, caso comprovado o crime, Dilma é definitivamente afastada, tornando-se inelegível, E Temer assume a presidência até o fim do mandato. Caso as investigações não comprovem crime, ou o plenário não obtenha os 2/3 de votos na próxima quarta-feira, a presidente Dilma segue seu mandato normalmente.