Conta de luz fica mais cara a partir de hoje para toda nossa região.

Conta de luz fica mais cara a partir de hoje para toda nossa região.

8 de abril de 2016 0 Por Ricardo Januário

Uma semana após entrar em vigor a bandeira tarifária verde, consumidores são surpreendidos com novo reajuste na conta de luz que passa a valer a partir de hoje, 08/04.

Com média de 7,55%, municípios que são atendidos pela CPFL Paulista têm um novo reajuste em suas conta de luz. O reajuste foi aprovado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Se você ficou feliz com a notícia que no mês de abril estaria livre de pagar a bandeira tarifária, que incidia R$1,50 a mais a cada 100kWh, é melhor não se animar. O órgão governamental responsável pela energia elétrica no país, ANEEL autorizou a CPFL Paulista a elevar os preços de suas tarifas.

O aumento médio nas tarifas foi de 7,55%, sendo que, para o consumo de energia de alta-tensão (indústrias) foi de 6,56%, enquanto o de baixa tensão (doméstico), foi de 8,23%. Confira na tabela a seguir. E você pode consultar neste link mais informações sobre o cálculo do reajuste.

Efeito médio por classes de tensão*

Variação

Alta Tensão em média (indústrias)

6,56%

Baixa Tensão em média

8,23%

Média Ponderada (Alta e Baixa Tensão)

7,55%

Segundo o site da Agência, ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e a transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais. Os custos típicos da atividade de distribuição, por sua vez, são atualizados com base no IGP-M.

*O efeito médio da alta-tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

ANEEL autoriza na conta de luz uma semana após fim da cobrança de bandeira tarifária.

ANEEL autoriza na conta de luz uma semana após fim da cobrança de bandeira tarifária.